- 50 Anos do Centro de Tecnologia – Decania do Centro de Tecnologia

Centro de Tecnologia da UFRJ há 50 anos referência no ensino de Engenharia no Brasil

Em maio de 2020, o Centro de Tecnologia (CT) completa 50 anos, no mesmo ano em que Universidade Federal do Rio de Janeiro faz 100 anos, a primeira instituição de ensino superior público do país a completar um século de existência. O momento é mais do que oportuno para refletir sobre a importância do CT para a Engenharia no país e a sua contribuição para a inovação e o desenvolvimento tecnológico da sociedade brasileira.

Pelo estatuto da UFRJ, os Centros são responsáveis pela coordenação das atividades universitárias nas grandes áreas de ensino, pesquisa e extensão. Em 1970, quando o CT foi criado, havia três unidades: a Escola Politécnica, que na época era denominada Escola Nacional de Engenharia, a Escola de Química e o Instituto Alberto Luiz Coimbra de Pós-Graduação e Pesquisa de Engenharia (Coppe).

Posteriormente, em 1977 o Instituto de Macromoléculas (IMA) foi criado e o Núcleo Interdisciplinar de Desenvolvimento Social (Nides) em 2013. Ao longo desses anos, o CT formou em suas unidades profissionais qualificados, com sólida base teórica e que trabalham em empresas públicas e privadas, em órgãos governamentais e não governamentais, em centros de pesquisa e em universidades. A contribuição destes profissionais para o desenvolvimento da tecnologia nacional é incomensurável.

As pesquisas desenvolvidas em nossos quase 300 laboratórios, e nas mais diferentes áreas de engenharia, impulsionaram o desenvolvimento da indústria do petróleo, da petroquímica, da química, da engenharia civil, mecânica e elétrica, do sistema interligado de geração de energia elétrica, da indústria naval, de processamento digital de sinais, energia nuclear, tecnologia da informação, dos sistemas de transportes e muitas outras áreas.

Neste momento crítico no qual vivemos a pandemia da Covid-19, que assola o país e o mundo, mais uma vez os laboratórios do CT cumprem o seu papel perante a sociedade. Muitos pesquisadores estão trabalhando em conjunto para desenvolver equipamentos como máscaras de proteção, ventiladores pulmonares mecânicos a custos mais baixos que irão ajudar muito no enfrentamento da doença e insumos como álcool em gel para os hospitais.

O Centro de Tecnologia também contribui para o desenvolvimento da extensão e buscar levar tecnologia para as comunidades que não têm acesso a ela como também propõe políticas públicas para proporcionar mais qualidade de vida para comunidades carentes.

Enfim, o Centro de Tecnologia desempenha papel significativo no desenvolvimento do ensino, da pesquisa e da extensão da engenharia tanto no país, quanto no mundo através das inúmeras cooperações técnicas com universidades e instituições de pesquisa internacionais.

Colaborar para pesquisa e desenvolvimento tecnológico para uma sociedade socialmente mais justa é o principal papel do Centro de Tecnologia da Universidade Federal do Rio de Janeiro. Ao longo desses 50 anos construímos uma história e iremos continuar a contribuir para um Brasil melhor por muitos e muitos anos.

Walter Issamu Suemitsu

Decano do Centro de Tecnologia UFRJ