Os professores Romildo e Suzana são os mais votados para a direção da Coppe

Os professores Romildo e Suzana são os mais votados para a direção da Coppe

 

Os candidatos da Chapa 2 a diretor e vice-diretor da Coppe/UFRJ, professores Romildo Toledo e Suzana Kahn Ribeiro, respectivamente, foram os mais votados na consulta à comunidade para dirigir a maior instituição de ensino e pesquisa da América Latina  no período 2019-2023.

Os professores Romildo e Suzana venceram a consulta com um total de 878 votos de professores, alunos, pesquisadores de pós-doutorado e funcionários, contra 593 da chapa 1, que teve como candidatos os professores José Carlos Pinto e Theodoro Antoun Netto. No dia de 18 de junho, o Conselho Deliberativo da Coppe vai elaborar a Lista Tríplice a ser encaminhada à Reitoria da UFRJ.

O novo diretor e vice-diretor assumirão a liderança de uma instituição composta por 13 Programas de Pós-Graduçação em Engenharia, que reúne 346 professores, 2.500 alunos de mestrado e doutorado, cerca de 700 técnicos-administrativos. Ao longo de 56 anos, a Coppe destaca-se entre as instituições de pós-graduação com 70% de seus cursos de mestrado e doutorado avaliados com conceitos de excelência internacional (6 e 7) atribuídos pela Capes a cursos com desempenho equivalente aos dos mais importantes centros de ensino e pesquisa do mundo.  

A Coppe, que conta com 131 laboratórios, ajudou a criar a pós-graduação no Brasil  já formou 16.897 mestres e doutores e realizou mais de 15 mil estudos e pesquisas tecnológicas, a partir de contratos com empresas e órgãos governamentais.

 

Sobre os professores

 

Romildo Toledo 

Professor titular da UFRJ, é mestre (1986) e doutor (1997) em Engenharia Civil pela Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro (Puc-Rio), e fez pós-doutorado na Universidade Técnica de Dresden, na Alemanha. Ingressou na Coppe em 1999, no Programa de Engenharia Civil. De 2013 a 2015, foi diretor de Tecnologia e Inovação da Coppe, e de 2015 a 2019, vice-diretor da instituição. 

Membro titular da Academia Brasileira de Ciências (ABC), Romildo coordena na Coppe o Núcleo de Materiais e Tecnologias Sustentáveis (Numats) e a área de Materiais do Laboratório de Estruturas e Materiais (Labest). Coordenador executivo do Centro Brasil-China de Mudanças Climáticas e Energias Renováveis, uma parceria entre a Coppe e a Universidade de Tsinghua, em Pequim, na China, é membro do INBAR Bamboo Construction Task Force e presidente da Associação Brasileira de Materiais e Tecnologias não Convencionais. 

Em 2009 recebeu o prêmio Luiz Alfredo Falcão Bauer de Destaque do Ano em Engenharia, no campo das pesquisas do concreto e materiais constituintes, concedido pelo Instituto Brasileiro do Concreto. 

Suzana Kahn Ribeiro 

Mestre em Planejamento Energético (1988) e doutora em Engenharia de Produção (1995), ambos pela Coppe/UFRJ, Suzana Kahn Ribeiro ingressou como docente da Coppe, em 1988, no Programa de Engenharia de Transportes. Na Coppe, sua linha de pesquisa está associada a Planejamento e Organização do Sistema de Transporte, com foco em mobilidade sustentável, energia renovável, mudança climática e cidades e meio ambiente.

Coordenadora Executiva do Fundo Verde da UFRJ e presidente do Comitê Científico do Painel Brasileiro de Mudanças Climáticas, é membro dos conselhos do Plano Diretor da UFRJ e do Museu do Amanhã, consultora ad hoc do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico.  

Foi vice-presidente do Painel Intergovernamental de Mudanças Climáticas (IPCC), de 2008 a 2015, secretária de Mudanças Climáticas do Ministério do Meio Ambiente (2008 a 2010), e subsecretária de Estado do Ambiente do Rio de Janeiro (2010 a 2013). Em 2007, fez parte do grupo de cientistas do IPCC que foi agraciado com o Nobel da Paz, pela dedicação a estudos sobre mudanças do clima e o aquecimento global.

« Janeiro 2020 »
Janeiro
DoSeTeQuQuSeSa
1234
567891011
12131415161718
19202122232425
262728293031
Unidades

BOTAO_COPPEBOTAO_EPBOTAO_EQBOTAO_NIDES

Revalidação de Diplomas

Formulários