Unidades

Escola Politécnica

A Escola Politécnica é a Escola de Engenharia mais antiga das Américas. Considerada a maior Instituição Federal de Ensino de Engenharia do país, esta Unidade do CT-UFRJ atua desde 1792 e sua história caminha lado a lado com a história do desenvolvimento científico, tecnológico e cultural brasileiro. A excelência na qualidade do ensino é produto de um corpo docente altamente qualificado de 260 docentes, além de uma comunidade discente de aproximadamente 6.000 alunos e 165 funcionários. Atualmente, a Politécnica oferece 12 Cursos de Graduação, 14 Cursos de Pós-Graduação Lato-sensu, 7 MBA’s, 1 Mestrado Profissionalizante além de Cursos de Extensão, que contam com uma infraestrutura excelente em dezenas de laboratórios no apoio às atividades de ensino, pesquisa e extensão.

Escola de Química

A Escola de Química foi fundada em 1933 e, desde então, destaca-se pela excelência de seu ensino nos níveis de graduação e pós-graduação, aliando ensino, pesquisa e extensão. Esta Unidade do CT-UFRJ atua no sentido de desenvolver inúmeras linhas de P&D voltadas para as demandas atuais da sociedade, compreendendo desde a indústria de base até as áreas de tecnologia de ponta, polímeros, catálise, eletroquímica, corrosão, biotecnologia e química fina. Visando à capacitação e à inserção no mercado de trabalho dos futuros engenheiros químicos e químicos industriais, a Escola de Química estabeleceu parcerias com o setor industrial, favorecendo o desenvolvimento de pesquisas tecnológicas e projetos cooperativos. A comunidade da Escola de Química é constituída de aproximadamente 67 docentes, 1425 alunos e 58 servidores técnico-administrativos, dentre assistentes administrativos e técnicos laboratoriais, secretários executivos e pesquisadores que colaboram para manter a qualidade dos 4 Cursos de Graduação, 1 Curso de Pós-Graduação Stricto-sensu, 3 Cursos de Pós-graduação Lato-sensu e diversos Cursos de Extensão oferecidos pela instituição.

COPPE

Instituto Alberto Luiz Coimbra de Pós-Graduação e Pesquisa de Engenharia

O Instituto Alberto Luiz Coimbra de Pós-Graduação e Pesquisa de Engenharia (COPPE) foi fundado em 1963. Historicamente é o primeiro Instituto de Pós-graduação em Engenharia do país e o maior Centro de Ensino e Pesquisa em Engenharia da América Latina. Considerada um pólo irradiador de tecnologias, pesquisas, profissionais e metodologias de ensino, esta Unidade do CT-UFRJ conta com aproximadamente 300 professores doutores com regime de dedicação exclusiva, 360 técnicos de nível superior e 3.000 alunos de mestrado e doutorado. A COPPE oferece 12 programas de Pós-Graduação nas áreas de Engenharia, Stricto-senso e Lato-senso, e dispõe de laboratórios equipados com tecnologia de ponta para a realização de suas pesquisas. Dessa forma, a COPPE contribui para atender as novas demandas do mercado de trabalho e dos diversos campos da engenharia e das ciências básicas.

IMA

Instituto de Macromoléculas

Fundado em 1968 pela Professora Eloisa Biasotto Mano, o IMA – Instituto de Macromoléculas, destaca-se pela excelência na qualidade de ensino voltada para a capacitação de profissionais no desenvolvimento de produtos ou pesquisas no campo industrial de plásticos, borrachas, tintas e fibras. São oferecidos Cursos de Pós-Graduação Stricto-senso e Lato-senso, Programas de Iniciação Científica, Cursos de Extensão e Serviços Especializados para industriais. Com um corpo docente de aproximadamente 13 professores, 29 funcionários e uma comunidade discente de 150 alunos, esta Unidade do CT-UFRJ oferece laboratórios com infraestrutura adequada para realização de pesquisas e prestação de serviços relacionados à Ciência e Tecnologia de Polímeros e destaca-se como centro de referência na área.

Núcleo Interdisciplinar para o Desenvolvimento Social


O Núcleo Interdisciplinar para Desenvolvimento Social - NIDES foi aprovado pelo Consuni em 2013 e é o terceiro órgão suplementar do CT. A iniciativa é reflexo da continuidade de um trabalho que vem sendo desenvolvido na UFRJ há 20 anos. A partir da experiência de diferentes grupos, começou a consolidar-se na universidade um movimento de construção de uma linha de extensão, pesquisa e ensino no tema Tecnologia e Desenvolvimento Social. Vários projetos articularam-se para a sua formação. Depois de um longo processo, em 2013, o NIDES foi formalizado como órgão suplementar do Centro de Tecnologia. Esse avanço institucional apresenta um desafio de consolidação da articulação dos grupos envolvidos e de criação de uma infraestrutura adequada para a continuidade dos projetos e para a criação de um cenário favorável à abertura de novos projetos de pesquisa, ensino e extensão.

« Junho 2017 »
Junho
DoSeTeQuQuSeSa
123
45678910
11121314151617
18192021222324
252627282930
Unidades

BOTAO_COPPEBOTAO_EPBOTAO_EQBOTAO_NIDES

Transparência no CT

Licitações

RSS FACEBOOK YOUTUBE