CT se destaca na premiação do concurso ‘Soluções Sustentáveis’

A cerimônia ocorreu na última sexta-feira (28/11), homenageando professores, alunos e técnicos-administrativos vencedores

O Fundo Verde da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) entregou, no dia 28 de novembro, tablets e certificados aos vencedores do concurso ‘Soluções Sustentáveis’. Trata-se de um reconhecimento aos projetos inovadores, replicáveis, de baixo custo e sustentáveis de acordo com o Plano Diretor 2020 da Universidade, desenvolvidos por equipes nas seguintes categorias: Uso Sustentável e Eficiente da Água; Eficiência Energética e Mobilidade Urbana Sustentável.

Dentre os 28 projetos recebidos para participar do ‘Soluções Sustentáveis’, que contaram com a participação de estudantes, funcionários, técnicos e pesquisadores da instituição, quatro foram escolhidos para ser implantados no campus da Cidade Universitária. Os ganhadores do concurso terão um período de seis meses para implementar o projeto, no qual atuarão como coordenadores por três meses, recebendo uma bolsa.

A entrega dos prêmios aos vencedores do concurso realizou-se no auditório do Parque Tecnológico. A mesa de abertura contou com a presença do reitor da UFRJ Carlos Antônio Levi, do diretor do Parque Tecnológico, Maurício Guedes, da coordenadora do Fundo Verde, Suzana Kahn e do pró-reitor de extensão, Pablo Benneti.

A mentora do concurso, Suzana Kahn, discursou expressando seu entusiasmo com a participação e aceitação do concurso pela comunidade da UFRJ e destacou a relevância do Fundo Verde na instituição: “A ideia do Fundo Verde é melhorar os indicadores ambientais da Cidade Universitária e também divulgar essas atividades para que isso possa transbordar para outras cidades e governos, a fim de que se tornem práticas urbanas em outros locais”.

Pablo Benneti, responsável pelo Plano Diretor, agradeceu a todos que participaram do concurso e destacou a importância de haver diálogo da comunidade universitária com o Fundo Verde. “O que eu acho interessante no concurso ‘Soluções Sustentáveis’ é fazer esse pacto com a nossa comunidade, pois quem vive o cotidiano da Universidade certamente tem ideias de como melhorá-lo.”

Após a cerimônia de abertura, a professora Suzana Kahn convidou os vencedores a explicar brevemente seus projetos antes da entrega dos prêmios.

Na categoria ‘Energia’, o vencedor foi o funcionário da Decania do Centro de Tecnologia Douglas Côrtes e sua equipe, formada por dois alunos do CT, Wilson Júnior e Raquel Carvalho. O projeto de Douglas propôs a instalação de lâmpadas LED nas áreas de comum acesso do CT.

“Já tínhamos a ideia em mente e o estudo feito, mas não tínhamos o fundamental que era verba para levá-lo adiante. Quando recebemos o edital do concurso, vimos a chance de desenvolver o projeto. A nossa meta é a redução de energia, inicialmente, nas áreas comuns do Centro de Tecnologia. Esperamos que com o sucesso e a divulgação possamos levá-lo a todas as outras unidades da Universidade”, disse Douglas.

Em ‘Mobilidade’, o ganhador foi o aluno do CT Manuel Meyer e sua equipe formada pelos também alunos do Centro de Tecnologia, Cecília Galli, Guilherme Pim, e Michel Balassiano, e a aluna da Faculdade de Arquitetura e Urbanismo (FAU/UFRJ), Luisa Teixeira, com o projeto ‘Transporte Solidário Unificando e Ampliando as Caronas na Cidade Universitária’.

“Nós tínhamos um sistema básico já desenhado pelo Michel, mas ele não funcionava por falta de apoio, verba e infra-estrutura. No concurso realizado pelo Fundo Verde, tivemos a oportunidade de investir nesse projeto que beneficia toda à Cidade Universitária”, afirmou Manuel. O aluno completou: “o Fundão é o lugar perfeito para ser um laboratório de uma ‘cidade sustentável’, um centro científico gigantesco com uma população média de 70.000 habitantes e muitas ideias prontas para serem implantadas. A ideia do Fundo Verde é fundamental, pois ele se propôs a dar apoio e logística às ideias sustentáveis”.

Na categoria ‘Água’, dois projetos foram vencedores. O primeiro é do professor da Escola Politécnica Isaac Volschan Junior e sua equipe formada pelos professores do Centro de Tecnologia, Iene Figueiredo, Magali Camarota, Lidia Yokoyama, Fabiana Valéria da Fonseca, João Paulo Bassin, Marcia Dezotti e Cristiano Piacsek Borges, com o projeto ‘Inova ETE: Usina Sustentável de Recursos Energéticos e Materiais’.

  “A fomentação desse projeto é fundamental. No nosso caso, conseguimos congregar uma série de profissionais que estão em departamentos diferentes, pensando em um mesmo produto”, disse a professora Iene Figueiredo. Ela também afirma a importância de apoiar esse tipo de projeto: “eu acho que falta incentivo institucional da UFRJ, o pesquisador acaba sendo um gerente buscando recursos de vários lugares, quando poderia canalizar os seus esforços na pesquisa, se tivesse um maior apoio financeiro”.

 O segundo projeto é do servidor do Instituto de Biofísica da UFRJ Lucas Pinho e sua equipe formada pelo servidor do CCS, Roberto Santos e os estagiários Arnaldo Mailes do CT e Danusa Campos do CEFET, com o projeto ‘Processo de Reutilização de Água de Destiladores e Instalação de Redutores de Fluxo do CCS’.

 “Somos o primeiro grupo a ganhar um projeto como este fora do âmbito do Centro de Tecnologia”, destaca Lucas Pinho. “A iniciativa do Fundo Verde é ótima porque o projeto estava pronto há três anos e essa foi a primeira oportunidade de obter financiamento direto. Nossa visão é implementar no CCS inteiro e, sobrando recursos, pretendemos implementar no CT, pois lá tem muitos destiladores e laboratórios e em toda a Universidade, incluindo os polos externos”, completa.

“A iniciativa do Fundo Verde é fundamental porque tem que ter fomento, sem isso as ideias não acontecem, porque não há motivação. Nosso projeto foi uma iniciativa de técnicos-administrativos e consideramos importante destacar essa participação porque, embora muitos achem que não terão voz, a Universidade também é feita por nós”, afirma Roberto Santos.

A cerimônia foi encerrada pelo reitor Carlos Levi, que agradeceu a participação de todos que se envolveram no projeto, salientando que manterá seu apoio para que esse tipo de iniciativa siga acontecendo. “Considero esse projeto de enorme relevância para a Universidade e sei que terá repercussão fora do nosso âmbito universitário. Um começo bastante profícuo que já nos indica um bom resultado. Estou satisfeito e pretendo seguir apoiando o Fundo Verde”, afirmou. 

« Abril 2017 »
Abril
DoSeTeQuQuSeSa
1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
30
Unidades

BOTAO_COPPEBOTAO_EPBOTAO_EQBOTAO_NIDES

Transparência no CT

Licitações

RSS FACEBOOK YOUTUBE