Candidatos debateram na última terça propostas para o CT

Estacionamento, alimentação e fornecimento de energia foram alguns dos tópicos discutidos no debate ocorrido na última terça-feira no CT.

Candidatos à Decania do Centro de Tecnologia debateram com a comunidade do CT, na última terça-feira, suas propostas para enfrentar os desafios do Centro nos próximos quatro anos (2014-2018). Marcos Freitas, Fernando Ribeiro e Cláudio Mahler, todos professores da Coppe-UFRJ, disputam na semana que vem o cargo ocupado por Walter Suemitsu durante oito anos.

Os candidatos iniciaram o debate apresentando suas propostas, momento que foi seguido de uma rodada de perguntas entre os mesmos e, finalmente, o debate foi concluído com as perguntas da plateia para os candidatos.

 

O problema do estacionamento e o diálogo com os estudantes

A questão do estacionamento do CT foi um dos pontos mais levantados durante o debate. Todos os candidatos admitiram que este é um problema urgente, já que há mais carros do que vagas no centro. O atual decano, no último ano, criou vagas prioritárias para professores, sob intenso protesto de estudantes.

Para Marcos Freitas, o estacionamento é importante, mas o professor destacou a necessidade de melhorar a qualidade do transporte público para a Cidade Universitária, especialmente das Zonas Norte e Oeste. Desta forma, a demanda por vagas diminuiria. Questionado por um aluno sobre como resolver a questão a curto prazo, Freitas afirmou que sentar com os usuários do estacionamento, que estão “sofrendo na ponta”, com certeza vai trazer melhores soluções que as decisões “de gabinete”.

O professor Fernando Ribeiro afirmou que uma solução possível seria criar vagas através de edifício garagem ou estacionamento subterrâneo. “Não sei claramente qual é a solução, mas prometo me debruçar sobre este problema. E quem quiser ajudar, pode ajudar”, destacou Ribeiro.

Quanto às manifestações realizadas pelos estudantes da Engenharia no último ano, o professor acredita que houve grande erro da parte dos alunos, que fecharam o estacionamento para impedir a entrada dos professores. “Comigo não vai haver diálogo desta forma. Tem de haver respeito”, afirmou. Para Cláudio Mahler, as manifestações são necessárias, desde que pacíficas. Já Marcos Freitas destacou que o decano, na sua opinião, deve “falar baixo e separar a briga”, nesta situação.

A presença de bandeiras político partidárias nas manifestações dentro do campus foi intensamente criticada por Fernando Ribeiro, sob aplausos de um grupo de alunos presentes e vaias de tantos outros. Marcos Freitas, que afirmou ter participado do movimento estudantil, não vê problemas no envolvimento de partidos. “Bandeira de partido é normal”, afirmou o professor.

 

Abastecimento de energia

Outros pontos bastante discutidos foram a alimentação e a energia. Assim como vários outros Centros da Universidade, o CT-UFRJ tem passado por problemas constantes de abastecimento de energia elétrica. O pico diário de utilização é no horário de almoço, quando os restaurantes e traillers estão em pleno funcionamento.

Fernando Ribeiro afirmou não ter estudado ainda o problema do fornecimento de energia a fundo, mas reconheceu que é prioritário. Segundo Marcos Freitas, o novo decano precisará estar preparado para atacar este problema com urgência, pois, com a chegada do verão, a utilização de energia aumenta muito, causando novas quedas de energia e prejuízos para o Centro. O professor sugere a autogeração, que utiliza desde 2007 no IVIG (Instituto Virtual Internacional de Mudanças Globais).

 

Cláudio Mahler elogiou a gestão atual da Decania, afirmando que o professor Walter lidou de forma tranquila e amena com os problemas que teve. De acordo com Mahler, essa é uma característica que pretende manter, caso seja eleito. “Hay que endurecer, pero sin perder la ternura jamás”, citou Mahler. O professor Fernando Ribeiro destacou, em muitos momentos, a exigência de respeito no tratamento interpessoal. Marcos Freitas, candidato apoiado pelo professor Walter, concorda com Mahler. “Os grandes líderes que conheci compraram brigas deles para cima e separaram brigas deles para baixo”, concluiu.

 

Assista ao vídeo completo do debate nos links abaixo:

Parte 1

Parte 2

Parte 3

Parte 4

« Setembro 2017 »
Setembro
DoSeTeQuQuSeSa
12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930
Unidades

BOTAO_COPPEBOTAO_EPBOTAO_EQBOTAO_NIDES

Transparência no CT

Licitações

RSS FACEBOOK YOUTUBE